Notícias

Horário de verão termina neste fim de semana

O horário de verão, em vigor desde outubro do ano passado, acaba na primeira hora deste domingo (18). À meia-noite entre sábado e domingo, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar o relógio em uma hora. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

O horário de verão foi instituído com o objetivo de economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar. O governo federal chegou a avaliar o fim do horário de verão, depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia indicou que o programa vem perdendo efetividade. A análise mostrou que a intensidade de consumo de energia elétrica estava mais ligada à temperatura do que ao horário, com picos nas horas mais quentes do dia. Mas, como o Brasil enfrentava um período de estiagem, com hidrelétricas com níveis de água reduzidos, obrigando o governo a ligar as termelétricas, de operação mais cara, o horário de verão acabou sendo mantido.

A novidade agora é que o presidente Michel Temer decidiu, por meio de decreto, reduzir a duração do horário de verão. Assim, em 2018, ele começará em 4 de novembro, um fim de semana após o segundo turno das eleições, marcado para 28 de outubro. A mudança foi um pedido do então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, para evitar atrasos na apuração dos votos e na divulgação dos resultados do pleito.

Quanto aos números, o Ministério de Minas e Energia informou no ano passado que o horário de verão 2016/2017 gerou economia de R$ 159,5 milhões. Acredita-se que a economia atual seja semelhante ao valor apurado naquela época.

Segundo Marco César Castro de Oliveira, da Gerência de Distribuição da DMED, o importante é a população continuar fazendo a sua parte e economizando energia. “É importante que a população esteja consciente sobre a necessidade de economizar energia, mesmo com o fim do horário de verão, podendo fazer isso com ações simples, aproveitando ao máximo a luz natural e reduzindo a utilização de aparelhos e equipamentos de potência e consumo elevados, como chuveiros e aquecedores, por exemplo”, explica.

Quem Somos

As empresas do Grupo DME são: empresas públicas, ou seja, capital 100 % público; constituídas sob a forma de sociedade anônima, pois esta é a única forma societária que permite às empresas terem somente um acionista; e de capital fechado, ou seja, não poderão negociar seus valores mobiliários no mercado, constituídas nos termos da Lei Complementar Municipal n.º 111, de 26/03/2010.

 

Links

Boletim DME

Redes Sociais